Diário de um Magro 2 (de volta ao spa)

mario_spaEditora Objetiva, 2004

IMPRENSAConfissões de um viciado em spa (Estadão, 14/01/2004)
♦ Diário de um Magro 2 (IstoÉ, 26/01/2004)

No spa todo mundo é igual. Não importa se o sujeito é político, artista ou funcionário público. É uma democracia calórica. Neste pequeno paraíso, o que importa é perder peso e ganhar outros quilos – de bem estar, alegria, juventude. Um lugar onde todo mundo ri o tempo todo. Não se sabe ainda se é sintoma de crise de abstinência, ou se é a descoberta que viver é muito bom – ainda que a comida seja pouca. Tem gente capaz de subornar alguém em troca de um pedaço de pizza. Outros comercializam fotos proibidas por uma folha de rúcula, há quem invente missa só para comer hóstia. Não há limite para o desejo. Vale tudo para conseguir algo diferente para comer – seja uma jabuticaba, um chiclete, ou um punhado de orégano. Mas spa vicia. “Quem vai, quer mais” – como afirma Mario Prata, um magro de carteirinha. Basta o estresse bater, que ele sai em busca de purificação. Especialista no assunto, Prata radiografa o mundo em que gordinhos e gordinhas se encontram – e com todos se solidariza em histórias ternas e engraçadas. RolloverBackArrow

Anúncios