Nas minhas cãs, calêndula e jaborandi

inicioNão costumo comprar nem xampu, nem condicionador pela marca e muito menos se é para cabelos secos, oleosos ou mesmo um cabelo etecétera. Sempre comprei pelo jeitão da embalagem e pela cor dos produtos. Quanto mais esquisita a cor, é comigo mesmo.

Estou saindo agora do banho. A minha voz continua a mesma, mas os meus cabelos… O xampu tem uma cor que eu sou incapaz de definir para você. Entre o verde e o cinza. Meti o bicho lá e gostei do cheiro novo. Ainda ensaboado, olhei no magnífico rótulo. Era feito à base de jaborandi. Fiquei um pouco preocupado por não saber o que estava se passando na minha cabeça.

Enxaguei e mandei ver no condicionador. Cor de mamão quando foge. Vou ver do que é: calêndula. Pois é, em cinco minutos tinha metido um jaborandi e uma calêndula nas minhas melenas, já cãs.

Sento-me aqui no micro e recorro ao Houaiss que era careca e não deveria saber o que eu estava usando. Mas sabia, o danadinho.

Tanto a calêndula como o jaborandi são angiospermas. Eu disse agiosperma, favor não confundir a minha cabeça. A calêndula, quem diria, é originária lá da Macaronésia (juro!) e também dá muito no Irã.

Imagine você que a calêndula também é usada contra febres e verrugas. Já o jaborandi é coisa brasileira mesmo. É da família dos Pilocarpus (Quaresma?). Olha o que o Houaiss diz, literalmente: As plantas dessa e de outras espécies do gênero encerram pilocarpina, alcalóide que causa a contração da pupila, o aumento da produção de saliva e de suor e estimula o peristaltismo dos intestinos.

Já peristaltismo, como o próprio nome indica, é o conjunto das contrações musculares dos órgãos ocos, provocando o avanço de seu conteúdo; movimento peristáltico, peristalse. Eu, hein!!!

Cá entre nós, a coisa deu certo. Recomendo. Mas ao cuidar da sua cabeça não se esqueça do intestino e nem das frieiras. É tudo uma coisa só.

RolloverBackArrowRolloverBackArrow2

Anúncios